Depois do elevado nível de emoção que a Audi protagonizou nas 24 Horas de Le Mans de 2011, tudo o que cada engenheiro em Ingolstadt queria era uma edição mais tranquila neste ano, quando a tradicional corrida francesa de endurance completou 80 edições.

E foi exatamente dessa forma que aconteceu a 11ª vitória da marca alemã no circuito de La Sarthe. Sem sustos, com três carros no pódio, mas não sem muito esforço e trabalho reconhecido por todos que presenciaram essa disputa histórica.

Mais um marco inédito alcançado por essa fantástica equipe de automobilismo. Pela primeira vez na história, um carro híbrido – o R18 e-tron quattro – conquistou a vitória em Le Mans. Cerca de 200 mil pessoas não arredaram o pé do circuito durante todo o final de semana e assim, presenciaram mais uma grande demonstração do que significa a expressão “Vorsprung durch Technik”.

“Ao alcançar esse sucesso na mais importante corrida de longa resistência do mundo, nossos engenheiros demonstram sua grande experiência em tecnologia de uma forma impressionante”, disse Rupert Stadler, presidente do Conselho de Administração da Audi AG, que assistiu a corrida dos boxes da equipe.

“Com o R18 e-tron quattro construído com design ultraleve, colocamos no grid uma tecnologia completamente nova e vencemos já na primeira oportunidade. Este final de semana mostrou o que pode acontecer de bom neste corrida e o quão importante é ter uma perfeita preparação”, completou.

Todos os quatro carros da Audi no grid tiveram a chance de alcançar a 11ª vitória para a equipe. Depois de 378 voltas, o trio campeão do ano passado, Marcel Fässler, André Lotterer e Benoît Tréluyer, novamente alcançou o lugar mais alto do pódio, com o R18 e-tron quattro número 1. Na segunda posição chegaram os pilotos Dindo Capello, Tom Kristensen e Allan McNish.

O trio Marco Bonanomi, Oliver Jarvis e Mike Rockenfeller completou o pódio todo da Audi com o R18 TDI ultra número 4. Foi a quarta vez que a marca conseguiu completar os três primeiros lugares na prova francesa. Atingiu tal feito também em 2000, 2002 e 2010. Romain Dumas, Loïc Duval e Marc Gené, a bordo do outro R18 ultra, chegaram na quinta colocação, depois de uma impressionante recuperação na corrida.

Os quatros carros da Audi na corrida utilizaram o motor compacto V6 TDI com turbocompressor VTG turbocharger, utilizado em Le Mans pela primeira vez em 2011. A transmissão ultraleve com carcaça de fibra de carbono – novidade em carros Le Mans – também foi utilizada, depois de realizar mais de 5 mil quilômetros de testes sem apresentar nenhum problema.

Os dois Audi R18 e-tron quattro incorporaram a tecnologia com grande excelência e dessa forma foram protagonistas da corrida em La Sarthe do início ao fim. Por algumas voltas, os dois modelos se revezaram na liderança e só a perderam uma vez durante toda a corrida, para um dos dois modelos híbridos da Toyota na noite de sábado. Com a saída precoce do rival mais perigoso, a Audi viu o caminho livre para conquistar a vitória.

Já na segunda metade da prova, os dois modelos e-tron travaram um duelo emocionante pela vitória durante toda a noite até o meio-dia de domingo, durante o qual a liderança mudou várias vezes e os dois carros híbridos ficaram separados por apenas alguns segundos.

Um acidente com Allan McNish (que no ano passado sofreu um acidente espetacular, mas sobreviveu sem nenhum arranhão) nas curvas rápidas Porsche faltando menos de três horas para o fim determinou quem seria o carro vencedor.

E ele foi apelidado este ano de “Electra”, uma corajosa personagem dos quadrinhos de super-heróis. Mesmo assim, o carro não foi poupado de incidentes. Marcel Fässler tocou a barreira da pista por duas vezes ainda na sábado de manhã. Benoît Treluyer também chegou a girar na entrada do pit lane. E olha que ele correu resfriado, depois de participar do desfile dos pilotos na chuva, no centro de Le Mans, na sexta-feira.

O terceiro colocado Audi R18 ultra – o carro número “4” – sofreu com o controle da suspensão traseira. Os mecânicos tiveram que fazer um bom trabalho de reparo para permitir que Marco Bonanomi e Oliver Jarvis conquistasse seu primeiro pódio em Le Mans ao lado de Mike Rockenfeller, que voltou ao pódio um ano após seu grave acidente.

Duas escorregadas quase idênticas acabaram determinando a má sorte do Audi R18 de ultra # 3, mesmo com Loïc Duval fazendo a volta mais rápida da corrida. Na noite de sábado, Romain Dumas atingiu a parte suja da pista e deslizou contra a barreira de pneus ao tentar ultrapassar um veículo GT. O mesmo acidente ocorreu com Marc Gené, no domingo à tarde. Em ambos os casos, a Audi Sport Team Joest conseguiu reparar o R18 em um período extremamente curto de tempo. No total, no entanto, doze voltas foram perdidas.

“Esta é o tipo de corrida que você pode experimentar apenas em Le Mans”, disse o chefe da Audi Motorsport Dr. Wolfgang Ullrich, após seus quatros Audi R18 carros cruzaram a linha de chegada.

“Você nunca deve se alegrar muito cedo em Le Mans, o que era óbvio de novo, especialmente no meio-dia de domingo. O mundo inteiro já estava falando de uma vitória 1, 2, 3, 4 e, de repente dois dos nossos carros tiveram acidentes quase que simultaneamente. Em geral, só posso tirar o chapéu para o esquadrão inteiro da Audi Sport, que trabalhou arduamente durante um ano para permitir que este triunfo fosse possível. Foi um desafio muito grande desenvolver um carro híbrido em tão pouco tempo. O fato é que, como em 2001 com o motor TFSI e em 2006 com o TDI, conseguir este feito logo numa corrida tão importante só prova o nível de tecnologia do qual desfrutamos. Este é um grande dia para a Audi Sport, para a Audi e para o e-tron quattro”, falou bonito Dr. Wolfgang.

Com sua décima primeira vitória em Le Mans, a Audi aumentou sua vantagem na liderança do Campeonato Mundial de Endurance. Dindo Capello, Tom Kristensen e Allan McNish são agora os líderes da competição que terá uma etapa no Brasil em setembro. Agora só nos resta esperar ansiosamente para ver estes carros e pilotos tão fantásticos de perto!

Acesse meu Facebook e da Audi Brasil para ver mais fotos da corrida!

Deixe um comentário

Guto Kleien

Guto Kleien

É editor da @AudiBR


Meu nome é Guto Kleien.
Sou um jornalista apaixonado por carros e alcancei minha realização profissional quando fui convidado para ser o embaixador da Audi nas redes sociais.
Aqui e nos outros canais eu vou compartilhar diversos conteúdos e todas as minhas experiências com essa autêntica marca alemã. Se você também é fissurado em design, sofisticação e velocidade, aperte o cinto e siga-me.

Últimos Tweets

0 FOLLOWERS
    • Categorias

    • Por Data

      • 2014
      • 2013
      • 2012
      • 2011
      • 2010
      • 2009